Pular para o conteúdo principal

Jefferson L. Orlando: Reforma Íntima



Esta semana recebi um artigo de uma grande amiga minha.

Considero uma benção ter encontrado-a nesta jornada da vida, sei que nossa amizade tem jornadas atemporais e nosso reencontro foi providencial...

Vou colocar na integra o e-mail que recebi dela + o artigo.


Amor
Determinação
Confiança


Jefferson L. Orlando


Site: www.soldoeverest.com.br
Site no Portal Somos Todos Um: www.stum.com.br/st13651
Canal Sol do Everest: www.youtube.com/soldoeverest

E-mail + Artigo:


Através de nossas atitudes buscamos um sentido real para a vida, dia a dia.


Estamos todos no mesmo mundo de provas e expiações, no mesmo "barco", no mesmo processo evolutivo, com dificuldades de naturezas diferentes, mas que levam a necessidades de aprendizados semelhantes.


Li recentemente um artigo muito interessante numa revista, que diz que a Reforma Intima pode ser definida (didaticamente) em seis passos. Por achar esse artigo tão importante, resolvi transcrevê-lo abaixo:


1ª Etapa - Projeção tóxica e auto-obsessão

É o contato inicial com as idéias de crescimento propostas pela doutrina. O centro espírita é procurado e, diante da dor, sentimos a necessidade de uma luz, de uma orientação.
A reforma íntima é apresentada como solução de nossos problemas, mas diante do desafio que representa a mudança de conduta e hábitos, raramente trazemos para a vida pessoal os alertas e ensinos, projetando nossas necessidades nos outros. É a fase na qual achamos o Espiritismo maravilhoso. Maravilhoso, principalmente, para o outro viver e não para nós. Muitas pessoas nesse estágio de contato com as idéias espíritas entram em confusão mental, criando um clima de auto-obsessão, devido a cobranças e exigências descabidas, somente por supor que dará conta de absorver tudo de uma só vez.

2ª Etapa - Identificação intelectual das imperfeições

Já há aqui um pequeno avanço. Paramos de cobrar condutas dos outros e começamos a admiti-las em nós, mas ainda de uma forma muito intelectualizada. Ainda não há uma absorção das informações em nível emotivo. Assumimos que temos imperfeições e que agimos de forma nem sempre correta sem, contudo, sentir a necessidade de uma mudança imperativa. Repetimos informações que nos  foram passadas por livros, palestras e outras fontes de instrução doutrinária. Há ainda um baixo nível de consciência e, portanto, de renovação da forma de ser.

3ª Etapa - Reconhecimento emocional das imperfeições

Aqui talvez se inicie efetivamente a reforma. É o contato com nossa sombra interior, com o que temos de ruim e de bom dentro de nós. Começamos a sentir o que somos. Experimentamos um nível muito intenso de emoções e aumentamos as expectativas sobre nossa conduta. É uma fase árdua para quem está em renovação porque está em contato com sua verdade pessoal. No princípio desse contexto, em geral sentimos aversão por quem somos. Há um início de conflito que pode se estender mais ou menos para cada um, conforme as necessidades pessoais e habilidades para o processo de auto-conhecimento. 

4ª. Etapa - Desenvolvimento de contato com a sombra

A superação da fase anterior só será possível quando desenvolvemos habilidades de contato pacífico e educativo com a sombra interior. Quando pararmos de entrar em litígio conosco e nos amarmos como somos. É o processo de desenvolvimento do "auto-amor", dos cuidados que nós precisamos ter para desenvolver a força e a orientação para a rota da evolução espiritual. Sem esses cuidados torna-se muito dolorosa a batalha interior, ficando mais difícil descobrir que junto das muitas imperfeições temos também um tesouro de talentos e qualidades a serem aprimoradas.

5ª Etapa - Renovação de atitudes

Não existe renovação sem a linha educativa das quatro etapas anteriores. Sem aprender a escutar o nosso lado sombrio e sem aprender a ser compassivo consigo mesmo, torna-se quase impossível mudar atitudes, uma das grandes metas da reforma íntima.

6ª Etapa - Celebração da singularidade

A renovação de atitudes ainda não é a reforma íntima autêntica. É apenas uma de suas grandes metas. É o caminho para que descubramos o "quem somos" verdadeiramente. Esse "quem somos" é a singularidade, o ser individual e único que somos. Singularidade é o mapa de Deus para cada um de nós. É a rota de transformação que nos fará felizes e íntegros diante da consciência.

É interessante ler com calma e compreender o significado de cada uma das 6 etapas descritas e num exame honesto de consciência verificar em que estágio nos encontramos...

Na verdade são 3 grandes ciclos que compreendem essas 6 etapas, a saber:

1º Ciclo - Quando entramos para o Espiritismo (etapas 1 e 2)

2º Ciclo - Quando o Espiritismo entra em nós (etapas 3 e 4)

3º Ciclo - Quando o Espiritismo sai de nós através da renovação (etapas 5 e 6)

Espero que tenha gostado e que possa ser útil a todos nós.

Postagens mais visitadas deste blog

Brian Weiss - Sobre Almas Gêmeas.

Em "SÓ O AMOR É REAL", Brian Weiss revela que cada um de nós possui alguém que nos acompanha pela eternidade. Alguém que já tivemos a felicidade de encontrar ou que está à nossa procura, porque fomos destinados, para sempre, um ao outro.

Não há coincidências no amor. "A alma do homem é como a água; vem do céu, e sobe para o céu, para depois voltar à Terra, em eterno ir e vir". O destino determina o encontro de almas gêmeas. Sem dúvida, estamos fadados a encontrá-las. Mas o que decidimos fazer depois desse encontro depende de opção ou de livre arbítrio. Uma opção errada ou uma oportunidade perdida pode resultar em incrível solidão e sofrimento. Escolhas certas e oportunidades realizadas podem trazer-nos profunda satisfação e felicidade.

Para cada um de nós, existe alguma pessoa especial. Muitas vezes existem duas, três ou mesmo quatro. Todas vêm de gerações diferentes. Atravessam oceanos de tempo e profundidades celestiais para estarem conosco novamente. Vêm do outr…

Machado de Assis - Eterno parênteses em aberto...

"Você é aquilo que ninguém vê. Uma coleção de histórias, estórias, memórias, dores, delícias, pecados, bondades, tragédias e sucessos, sentimentos e pensamentos. 

Se definir é se limitar. 

Você é um eterno parênteses em aberto, enquanto sua eternidade durar." 

Machado de Assis

Site:www.soldoeverest.com.br
Site no Somos Todos Um: www.stum.com.br/st13651
Canal Sol do Everest: www.youtube.com/soldoeverest

Jefferson L. Orlando: A mudança acontece de dentro para fora...

A tão esperada virada do jogo começa dentro de nós, para só assim então, colocarmos ela em prática para fora em nossas atitudes e ações.
Não existe mudança verdadeira, quando a atitude parte somente de fora.
Não se engane querendo mostrar atitudes externas que não condizem com as internas, quando o silêncio da noite chegar e no seu íntimo você acessar, no mesmo momento irá saber que tem algo ai dentro que não mudou.
Para mudar é preciso coragem, determinação, foco, objetivo, garra e principalmente a tão esperada mudança nos padrões de pensamentos.
Se acostumar com os pensamentos a que vem tendo desde criança até hoje é fácil, não precisar mudar nada e chega a ser cômodo. Sair da zona de conforto às vezes é crucial, mas quase ninguém quer sair do conforto de não precisar colocar as mãos na massa da transformação.
A zona de conforto, não é necessariamente uma área em que a pessoa esteja vivendo uma vida ótima, com um excelente emprego, uma família equilibrada, um feliz relacionamento amoroso…