Pular para o conteúdo principal

Jefferson L. Orlando: Por que adiamos tanto para buscar auxílio?



Este texto começou se formando hoje de manhã (sexta-feira 9/11) na minha mente, logo após o despertador tocar. Muitas vezes acontece desta forma, depois das viagens astrais feitas pelo meu espírito durante a noite. Neste processo natural para qualquer pessoa, o corpo permanece em sono profundo, porém o espírito se projeta pelo universo infinito da criação.

A projeção astral* é uma dádiva e quando bem estuda, praticada a seu favor e ao próximo (encarnado ou desencarnado) é possível expandir ainda mais seus conhecimentos, muitas delas sendo possíveis somente no plano astral, pois na matéria temos um conjunto de limitações.

Então voltando para ao tema, sai de casa e fui escrevendo o texto na minha agenda dentro do metrô até um dos consultórios onde atendo como Psicoterapeuta Reencarnacionista e Holístico aqui em São Paulo e me perguntava:

Até quanto a nossa cultura ocidental e a brasileira influenciam esta nossa atitude de postergar ao máximo procurar auxílio?

Ainda hoje em alguns países e regiões no oriente as pessoas buscam auxílio em momentos “bons” de suas vidas, é claro com o objetivo de melhorar ainda mais suas vidas.
Elas culturalmente estão sempre buscando melhorar, mesmo quando a vida anda bem. Sabem que é sempre possível ir além e em casos de situações difíceis recorrem mais rapidamente ao auxílio.

Quando penso nesta forma de agir, eu me lembro de um ditado popular brasileiro que diz: “Se melhorar estraga.” Bom não é preciso dizer nada, pois ele já diz tudo.

O mais assertivo seria dizer desta forma: “Se melhorar, melhora.” É desta forma que eu penso e pratico na minha vida nestes últimos anos. Parece ser uma mudança boba, mas quando entendida, compreendida e principalmente praticada em essência faz uma grande diferença na vida.

Na neurolinguística e no nosso dia a dia precisamos ficar atentos (lúcidos) para a forma que pensamos, ainda mais como sentimos e principalmente como colocamos em prática tudo isso. Isso é viver com lucidez e isso faz a diferença em tudo.

Em nossa vida não precisamos viver como nos disseram que teríamos que fazer, sentir e agir. Não precisamos ir ao extremo da tristeza, dor, mágoa, raiva, ódio, isolamento, angústia, depressão e assim vai... Todos nós temos a capacidade de superar nossos próprios desafios, mas quando essa máxima não é possível (por qual razão que seja), o que eu faço por mim?

Tudo vai depender o quão lúcido (atento) estou vivendo minha vida. Não precisamos ir aos limites, porém em nossa na cultura brasileira (de deixar tudo para o último instante) isso acontece muito. E quando esta situação extrema acontece por mais incrível que pareça é também uma dádiva, pois este é o momento de despertar e ai tudo acontece. Cada um terá seus desafios, mas até isso não é problema, pois a vida é a maior das escolas e Deus é absoluto. Tudo reinicia-se na caminhada da vida.

Sempre há tempo de mudar, virar a chave e seguir em frente. É preciso principalmente “querer.”

Ninguém vence na vida sozinho, por isso vivemos em sociedade e precisamos tanto um dos outros.

Precisar de auxílio não é vergonha e muito menos sinal de fraqueza (para ninguém), muito pelo contrário, é sim entender os planos Divinos que estamos inseridos, todos se unindo e auxiliando um aos outros e todos superando seus desafios e crescendo juntos.

Quando você melhora, indiretamente você melhora sua família, no trabalho, com os amigos, no bairro, cidade e assim vai. Uma espécie de corrente do bem para um mundo melhor. Quer um mundo melhor? Mude primeiro o seu mundo interno!

Primeiro você, para depois poder melhorar tudo ao seu redor.

Melhorar sempre é evoluir e todos nós estamos “destinados” a evoluir, não tem como escapar desta lei Divina, chamada de Evolução.

Só não adormeça e caia na inércia, pois a jornada ficará muito mais longa do que realmente precisaria ser.

Pense, reflita e pratique (VIVA).

Fiquem com um grande abraço...

Amor
Determinação
Confiança

Jefferson L. Orlando

Canal Sol do Everest: www.youtube.com/soldoeverest

*Projeção astral: É a capacidade parapsíquica, natural e espontânea que todo ser humano tem de projetar sua consciência para fora do corpo físico quando o metabolismo e as ondas cerebrais se encontram baixas, isto ocorre quando estamos dormindo, em estados de coma, meditação profunda... Essa experiência tem recebido diversas nomenclaturas, dependendo das doutrinas ou correntes de pensamento que a mencionem: Viagem astral (Esoterismo), projeção astral (Teosofia), experiência fora do corpo (Parapsicologia), desdobramento, desprendimento espiritual ou emancipação da alma (Espiritismo), viagem da alma (Eckancar), projeção do corpo psíquico ou emocional (Rosacruz), projeção da consciência (Projeciologia) etc.

Sair do corpo é algo natural, fazemos todos os dias sem saber, mas a projeção lúcida (sair do corpo e se lembrar da experiência) requer responsabilidade e ética espiritual. É impossível desencarnar devido a uma viagem astral, mas é possível morrer sem nunca ter se projetado com lucidez.
Devemos tirar proveito destas experiências fora do corpo como aprender sobre a vida nos planos mais sutis, doar nosso amor em trabalhos de assistência extrafísica, servir aos mentores espirituais como humildes auxiliares, além de podermos encontrar com parentes e pessoas amadas que já desencarnaram. Viagem astral não é turismo astral! Requer ética espiritual, maturidade e amor ao próximo.

Para saber mais sobre projeção astral, acesse: www.ippb.org.br

Postagens mais visitadas deste blog

Brian Weiss - Sobre Almas Gêmeas.

Em "SÓ O AMOR É REAL", Brian Weiss revela que cada um de nós possui alguém que nos acompanha pela eternidade. Alguém que já tivemos a felicidade de encontrar ou que está à nossa procura, porque fomos destinados, para sempre, um ao outro.

Não há coincidências no amor. "A alma do homem é como a água; vem do céu, e sobe para o céu, para depois voltar à Terra, em eterno ir e vir". O destino determina o encontro de almas gêmeas. Sem dúvida, estamos fadados a encontrá-las. Mas o que decidimos fazer depois desse encontro depende de opção ou de livre arbítrio. Uma opção errada ou uma oportunidade perdida pode resultar em incrível solidão e sofrimento. Escolhas certas e oportunidades realizadas podem trazer-nos profunda satisfação e felicidade.

Para cada um de nós, existe alguma pessoa especial. Muitas vezes existem duas, três ou mesmo quatro. Todas vêm de gerações diferentes. Atravessam oceanos de tempo e profundidades celestiais para estarem conosco novamente. Vêm do outr…

Jefferson L. Orlando: A mudança acontece de dentro para fora...

A tão esperada virada do jogo começa dentro de nós, para só assim então, colocarmos ela em prática para fora em nossas atitudes e ações.
Não existe mudança verdadeira, quando a atitude parte somente de fora.
Não se engane querendo mostrar atitudes externas que não condizem com as internas, quando o silêncio da noite chegar e no seu íntimo você acessar, no mesmo momento irá saber que tem algo ai dentro que não mudou.
Para mudar é preciso coragem, determinação, foco, objetivo, garra e principalmente a tão esperada mudança nos padrões de pensamentos.
Se acostumar com os pensamentos a que vem tendo desde criança até hoje é fácil, não precisar mudar nada e chega a ser cômodo. Sair da zona de conforto às vezes é crucial, mas quase ninguém quer sair do conforto de não precisar colocar as mãos na massa da transformação.
A zona de conforto, não é necessariamente uma área em que a pessoa esteja vivendo uma vida ótima, com um excelente emprego, uma família equilibrada, um feliz relacionamento amoroso…

Machado de Assis - Eterno parênteses em aberto...

"Você é aquilo que ninguém vê. Uma coleção de histórias, estórias, memórias, dores, delícias, pecados, bondades, tragédias e sucessos, sentimentos e pensamentos. 

Se definir é se limitar. 

Você é um eterno parênteses em aberto, enquanto sua eternidade durar." 

Machado de Assis

Site:www.soldoeverest.com.br
Site no Somos Todos Um: www.stum.com.br/st13651
Canal Sol do Everest: www.youtube.com/soldoeverest