Pular para o conteúdo principal

Wagner Borges - NA ATMOSFERA DIÁFANA* (Onde os Poetas se Encontram)



Todo poeta só tem um olho:
O do coração.
É por onde ele vê as coisas do mundo.
E por onde as coisas do mundo falam com ele.

Essa conversa ocorre em silêncio.
É colóquio de um plano virtual.
Mas é real, no espiritual.
Pois transcende o que se vê com os dois olhos.

O poeta está ligado, em Espírito, a algo maior que ele.
Ele é filho de outras atmosferas, diáfanas...
É portal vivo, lúdico, por onde os sonhos viajam.
Outros reinos convivem no reino de seu coração.

Às vezes, o poeta olha no vazio, e vê!
Então, os seus olhos brilham muito.
Ele sente a alma de outros poetas.
Sente que estão ligados, em Espírito.

E não importa onde eles estão;
Estão juntos, no mesmo coração.
Uma mesma canção os une.
A mesma Atmosfera Diáfana os envolve.

Ah, esses poetas inspirados...
Que falam de coisas invisíveis aos olhos;
Que lembram aos homens de algo mais...
Que se atrevem a sonhar com um mundo melhor.

Parece que a lira do destino tocou em seus corações.
E as estrelas desceram até eles.
Tomados de sutil encanto estelar, eles viram:
O lúdico era mais real do que o real.

Eles viram: muitos sonhos não eram sonhos!
E canções e poemas também curavam.
E eles disseram: “Não basta só sobreviver.
Para viver, é preciso sentir.”

Eles aprenderam aquilo que ninguém ensina:
A arte de ver com o olho do coração.
Aquilo que os olhos não veem, e a mente não entende:
O espiritual, o lúdico... Tão próximos e reais.

Sim, os poetas se sentem, mesmo à distância.
E sabem que nem a morte pode impedir isso.
Pois eles veem o invisível e se inspiram mutuamente.
Eles conversam sem palavras, na Atmosfera Diáfana.

Há algo no ar, e eles captam.
Há algo na música, e eles sentem.
Há algo na vida, mais do que viver, e eles sabem.
Há algo neles, maior do que eles mesmos.

As luzes sutis dançam além, e eles veem...
Quando dormem, viajam até o céu dos poetas.
Ali, não há poetas mortos, só amigos que se sentem...
Em espírito, eles sonham e escrevem juntos.

Às vezes, alguns deles se lembram dos encontros astrais*.
Então, eles escrevem alguma coisa.
Sabem que poucos compreendem a atmosfera diáfana;
Mas escrevem, mesmo assim, pois há algo mais...

Há algo mais neles, maior do que eles mesmos.
Há algo mais na vida, e além dela...
Por isso, seja como for, eles escrevem sobre o lúdico.
Eles sabem que há outros corações que sentem e veem...

P.S.: 
No reino do coração há outros reinos.
Incontáveis estrelas brilham ali.
Poetas da Terra e do Espaço viajam em seu céu.
Por entre os planos, eles conversam na Atmosfera Diáfana.

(Esses escritos são dedicados a seis poetas maravilhosos, que hoje moram no céu dos poetas, mas que sempre viajaram pela Atmosfera Diáfana do meu coração: Rabindranath Tagore, Kabir, Kahlil Gibran, Jalad-Din Rumi, Olavo Bilac e Fernando Pessoa.)

Paz e Luz.

Wagner Borges*** – cada vez menor diante de um Grande Amor

- Notas:
 * Escrevi essas linhas enquanto escutava o CD “The Poet – Romances For Cello”   (maravilhoso trabalho do tecladista ingles Michael Hoppé, em conjunto com o violoncelista suíço Martin Tillman), uma homenagem musical aos grandes poetas: Rabindranath Tagore, Kahlil Gibran, Edward Thomas, entre outros. Esse CD é importado – lançamento da gravadora americana Teldec. Mais um detalhe: essa mesma gravadora lançou outros dois excelentes trabalhos de Michael Hoppé, em conjunto com o flautista ingles Tim Wheater: “The Yearning – Romances For Alto Flute” e “The Dreamer – Romances For Alto Flutes – Vol. 2” – ambos os trabalhos são homenagens musicais a grandes personalidades (Albert Einstein, Marlene Dietrich, Mary Pickford, entre outros), fotografadas por Emil Otto Hoppé, pai de Michael Hoppé.
** Projeção da consciência – é a capacidade parapsíquica - inerente a todas as criaturas -, que consiste na projeção da consciência para fora de seu corpo físico.
Sinonímias: Viagem astral – Ocultismo.
Projeção astral – Teosofia.
Projeção do corpo psíquico - Ordem Rosacruz.
Experiência fora do corpo – Parapsicologia.
Viagem da alma – Eckancar.
Viagem espiritual – Espiritualismo.
Viagem fora do corpo – Diversos projetores extrafísicos e autores.
Emancipação da alma (ou desprendimento espiritual) – Espiritismo. 
Arrebatamento espiritual - autores cristãos. 
Obs.: Enquanto digitava essas linhas, lembrei-me de dois poemas de Olavo Bilac, um dos nossos grandes poetas, alma de grego em corpo de brasileiro. Então, reproduzo essas duas pérolas logo abaixo, para deleite dos leitores sensíveis ao lúdico. Em épocas de tantas coisas pesadas rolando pelo mundo dos homens tristes, ler algo assim é um bálsamo na consciência.

** Wagner Borges – nascido no Rio de Janeiro em setembro de 1961 – é pesquisador espiritualista, projetor extrafísico, conferencista, consultor da Revista UFO e colaborador de várias outras revistas como, Sexto Sentido, Espiritismo e Ciência, Revista Cristã de Espiritismo, Caminho Espiritual, e também do Jornal O Legado.
É escritor - autor de onze livros dentro da temática projetiva e espiritual, dentre eles a série “Viagem Espiritual”, sobre as experiências fora do corpo.
É colunista de vários sites na Internet: SomosTodosUm -www.somostodosum.com.br, Revista Sexto Sentido:www.revistasextosentido.net/wagner-borges/, IPPB:www.ippb.org.br, dentre outros.
É radialista – apresentador do programa “Viagem Espiritual”, na Rádio Mundial de São Paulo – 95.7 FM.

Para ver vídeos e ouvir áudios do Wagner Borges, acesse sua sessão em nosso Exclusivo 
Canal Sol do Everest no Youtube - www.youtube.com/playlist?list=PLFC3C6B292A9EE691


Site: www.soldoeverest.com.br
Somos Todos Um: www.stum.com.br/st13651
Canal Sol do Everest: www.youtube.com/soldoeverest

Postagens mais visitadas deste blog

Brian Weiss - Sobre Almas Gêmeas.

Em "SÓ O AMOR É REAL", Brian Weiss revela que cada um de nós possui alguém que nos acompanha pela eternidade. Alguém que já tivemos a felicidade de encontrar ou que está à nossa procura, porque fomos destinados, para sempre, um ao outro.

Não há coincidências no amor. "A alma do homem é como a água; vem do céu, e sobe para o céu, para depois voltar à Terra, em eterno ir e vir". O destino determina o encontro de almas gêmeas. Sem dúvida, estamos fadados a encontrá-las. Mas o que decidimos fazer depois desse encontro depende de opção ou de livre arbítrio. Uma opção errada ou uma oportunidade perdida pode resultar em incrível solidão e sofrimento. Escolhas certas e oportunidades realizadas podem trazer-nos profunda satisfação e felicidade.

Para cada um de nós, existe alguma pessoa especial. Muitas vezes existem duas, três ou mesmo quatro. Todas vêm de gerações diferentes. Atravessam oceanos de tempo e profundidades celestiais para estarem conosco novamente. Vêm do outr…

Jefferson L. Orlando: A mudança acontece de dentro para fora...

A tão esperada virada do jogo começa dentro de nós, para só assim então, colocarmos ela em prática para fora em nossas atitudes e ações.
Não existe mudança verdadeira, quando a atitude parte somente de fora.
Não se engane querendo mostrar atitudes externas que não condizem com as internas, quando o silêncio da noite chegar e no seu íntimo você acessar, no mesmo momento irá saber que tem algo ai dentro que não mudou.
Para mudar é preciso coragem, determinação, foco, objetivo, garra e principalmente a tão esperada mudança nos padrões de pensamentos.
Se acostumar com os pensamentos a que vem tendo desde criança até hoje é fácil, não precisar mudar nada e chega a ser cômodo. Sair da zona de conforto às vezes é crucial, mas quase ninguém quer sair do conforto de não precisar colocar as mãos na massa da transformação.
A zona de conforto, não é necessariamente uma área em que a pessoa esteja vivendo uma vida ótima, com um excelente emprego, uma família equilibrada, um feliz relacionamento amoroso…

Bruno J. Ginemes - Aprenda a abrir o seu fluxo de bênçãos.

Neste momento em que você lê este texto você pode estar passando por umas das seguintes fases : a)Está com problemas, em um período de sofrimento ou conflitos; b)Está com crie de identidade, sem entender bem o seu propósito na vida, sem saber que rumo seguir; c)Está em um período de extrema acomodação, procrastinando as atitudes que podem lhe levar para um novo patamar, além disso é possível que esteja se autoboicotando para não dar novos passos em busca de metas diferentes. Mesmo que a sua vida corra bem, ainda sim, sabe que poderia estar fazendo mais por você e pelo mundo; d)Está em depressão, sem forças para lutar, sem energia para criar ou sem vontade de viver; e)Está com raiva das situações que anda acontecendo contigo, sentindo revolta e percebendo o mundo com o entendimento de que alguma coisa errada está acontecendo com você; f)Sentindo que tudo é injusto, que as oportunidades não vem, que as pessoas não são legais com você, que o amor verdadeiro é uma ilusão dos filmes e que parece…