Pular para o conteúdo principal

Wagner Borges - Curando as dores de um homem triste... (Depoimento de um Espírito Perdido) - Recebido espiritualmente.


Eu não entendo porque me trouxeram até aqui!
Eu não estava prejudicando a ninguém e só queria ficar sozinho.
Então porque estou sendo obrigado a ficar perto de você?
Porque esse homens de turbante estão aqui?*
E que faixa azulada é essa em volta de você?**
Eu estou confuso. E reafirmo que não estava fazendo mal algum.
Se causei dores nas costas de alguém, foi sem querer.
É que eu mesmo sinto essas dores e passo muito mal.
Também vomito muito. E sai uma gosma ácida de mim.
Será que você tem algum remédio para me dar?
Engraçado. Está surgindo uma luz branca em torno de mim.
E quando eu respiro essa luz, me sinto melhor.
É você que está fazendo isso? Ou são os homens de turbante?
E que bela música é essa que está tocando aqui?
Eu nunca escutei algo assim. Faz bem escutar uma música dessas!
Eu confesso que, antes, eu estava meio revoltado com tudo.
Por isso quis me afastar de tudo e de todos. Queria ficar sozinho.
Perambulei por aí... Desde cemitérios até locais ermos e abandonados.
E, bastava chegar alguém, para eu me afastar na hora, aborrecido.
Eu sabia que tinha morrido, mas isso não me aborrecia, porque eu continuava vivo.
O que me aborrecia mesmo eram as pessoas e suas canalhices e hipocrisias.
Confesso que tenho imenso asco dos seres humanos e desse mundinho mesquinho.
Acho que é por isso que vomito tanto. É o meu desprezo pela humanidade!
No entanto, confesso que, às vezes, também tenho nojo de mim mesmo.
Sei que isso pode parecer paradoxal, mas é assim que me sinto.
Também tenho muitas dores de cabeça. Acho que é porque eu me irrito tanto!
Mas, deixa isso para lá. Afinal, não é problema seu! E eu nem sei que é você.
Aliás, me espanta muito eu me abrir assim para um desconhecido.
Você é alguma espécie de bruxo? Você é um desses médiuns de que falam tanto?
E esse homens de turbante são os chamados espíritos? E eles são seus chefes?
Então pergunte a eles o que acontece agora? Eu vou ser preso por eles?
Eu já disse que não fiz mal por querer, eu só queria ficar sozinho.
Diz para eles que eu não vou reagir mais. Estou enjoado demais e sem energia.
E essa luz branca está me dando sono. Você me deixaria dormir aqui?
Não que eu tenha gostado de você, mas confesso que a música me cativou.
E não me leve a mal, é que não gosto de ninguém mesmo. Sou desagradável, sim.
Pergunte a esses seus chefes se eu posso me deitar aqui mesmo, no chão?
E enquanto eles deliberam com você, eu já vou me deitando e esperando.
Diz para eles que eu não quero o mal de ninguém. Aliás, agora, eu só quero dormir.
E deixe a música tocando... Eu sou desagradável, mas tem algo nela que me tocou.
E essa luz branca me faz bem. E olhe que não é fácil me agradar, hein?
Eu confesso: tem algo aqui que não sei explicar. É coisa do além, não é?
Você é bruxo e esses homens de turbante são espíritos do outro mundo...
No entanto, quer saber? Agora, nem estou ligando para mais nada!
Faz a sua magia aí, e me deixa quieto aqui. Prometo que não vou incomodar.
Só quero dormir nesse chão e respirar essa luz branca, e escutar a música...
Eu sei que sou desagradável, mas, agora, só quero dormir.
Você é bruxo, isso é certo. E, pelo jeito, a sua magia é boa mesmo.
Faz até um “casca de ferida” como eu se sentir melhor.
Aliás, essa bela música é magia também? Só pode ser coisa do além...
O melhor é dormir e esquecer. E, quem sabe, sua magia faça eu sonhar?
Sim, depois de tanto tempo, sonhar novamente...

- Anônimo –
(Recebido espiritualmente por Wagner Borges – São Paulo, 11 de junho de 2014.)

- Notas:
* Esse espírito estava “encostado na aura de uma pessoa e foi trazido até o meu lar justamente para eu registrar o que ele estava sentindo durante o trabalho de asisstência espiritual, que era realizado pelos mentores extrafísicos (no caso, um grupo de espíritos hindus ligado ao Grupo dos Iniciados). O objetivo disso é o esclarecimento consciencial dos diversos mecanismos de cura realizado pelos abnegados benfeitores espirituais. E isso ajuda a muitos estudantes e trabalhadores da seara espiritual a tomar melhor conhecimento do que rola nos bastidores extrafísicos de suas atividades interplanos, além de chamar a atenção para a responsabilidade que tal tarefa exige.
Obs.: Os Iniciados - grupo extrafísico de espíritos orientais que opera nos planos invisíveis do Ocidente, passando as informações espirituais oriundas da sabedoria antiga, adaptadas aos tempos modernos e direcionadas aos estudantes espirituais do presente.
Composto por amparadores hindus, chineses, egípcios, tibetanos, japoneses e alguns gregos, eles têm o compromisso de ventilar os antigos valores espirituais do Oriente nos modernos caminhos do Ocidente, fazendo disso uma síntese universalista. Estão ligados aos espíritos da Fraternidade da Cruz e do Triângulo. Segundo eles, são “iniciados” em fazer o bem, sem olhar a quem.

** A faixa azulada a que o espírito se refere é um campo energético protetor criado pelos mentores, para manter-me isolado das energias densas dele.

☼ Wagner Borges – nascido no Rio de Janeiro em setembro de 1961 – é pesquisador espiritualista, projetor extrafísico, conferencista, consultor da Revista UFO e colaborador de várias outras revistas como, Sexto Sentido, Espiritismo e Ciência, Revista Cristã de Espiritismo, Caminho Espiritual, e também do Jornal O Legado.
É escritor - autor de onze livros dentro da temática projetiva e espiritual, dentre eles a série “Viagem Espiritual”, sobre as experiências fora do corpo.
É colunista de vários sites na Internet: SomosTodosUm , Revista Sexto Sentido, Revista Caminho Espiritual, Revista Cristã de Espiritismo, site IPPB: www.ippb.org.br, dentre outros.
É radialista – apresentador do programa “Viagem Espiritual”, na Rádio Mundial de São Paulo – 95.7 FM.

Para ver vídeos e ouvir áudios do Wagner Borges, acesse sua sessão em nosso Exclusivo Canal Sol do Everest no Youtube - www.youtube.com/playlist?list=PLFC3C6B292A9EE69

Site: www.soldoeverest.com.br
Site no Portal Somos Todos Um: www.stum.com.br/st13651
Canal Sol do Everest: www.youtube.com/soldoeverest

Postagens mais visitadas deste blog

Brian Weiss - Sobre Almas Gêmeas.

Em "SÓ O AMOR É REAL", Brian Weiss revela que cada um de nós possui alguém que nos acompanha pela eternidade. Alguém que já tivemos a felicidade de encontrar ou que está à nossa procura, porque fomos destinados, para sempre, um ao outro.

Não há coincidências no amor. "A alma do homem é como a água; vem do céu, e sobe para o céu, para depois voltar à Terra, em eterno ir e vir". O destino determina o encontro de almas gêmeas. Sem dúvida, estamos fadados a encontrá-las. Mas o que decidimos fazer depois desse encontro depende de opção ou de livre arbítrio. Uma opção errada ou uma oportunidade perdida pode resultar em incrível solidão e sofrimento. Escolhas certas e oportunidades realizadas podem trazer-nos profunda satisfação e felicidade.

Para cada um de nós, existe alguma pessoa especial. Muitas vezes existem duas, três ou mesmo quatro. Todas vêm de gerações diferentes. Atravessam oceanos de tempo e profundidades celestiais para estarem conosco novamente. Vêm do outr…

Machado de Assis - Eterno parênteses em aberto...

"Você é aquilo que ninguém vê. Uma coleção de histórias, estórias, memórias, dores, delícias, pecados, bondades, tragédias e sucessos, sentimentos e pensamentos. 

Se definir é se limitar. 

Você é um eterno parênteses em aberto, enquanto sua eternidade durar." 

Machado de Assis

Site:www.soldoeverest.com.br
Site no Somos Todos Um: www.stum.com.br/st13651
Canal Sol do Everest: www.youtube.com/soldoeverest

Jefferson L. Orlando: A mudança acontece de dentro para fora...

A tão esperada virada do jogo começa dentro de nós, para só assim então, colocarmos ela em prática para fora em nossas atitudes e ações.
Não existe mudança verdadeira, quando a atitude parte somente de fora.
Não se engane querendo mostrar atitudes externas que não condizem com as internas, quando o silêncio da noite chegar e no seu íntimo você acessar, no mesmo momento irá saber que tem algo ai dentro que não mudou.
Para mudar é preciso coragem, determinação, foco, objetivo, garra e principalmente a tão esperada mudança nos padrões de pensamentos.
Se acostumar com os pensamentos a que vem tendo desde criança até hoje é fácil, não precisar mudar nada e chega a ser cômodo. Sair da zona de conforto às vezes é crucial, mas quase ninguém quer sair do conforto de não precisar colocar as mãos na massa da transformação.
A zona de conforto, não é necessariamente uma área em que a pessoa esteja vivendo uma vida ótima, com um excelente emprego, uma família equilibrada, um feliz relacionamento amoroso…