Pular para o conteúdo principal

Mauro Kwitko - A guerra interna.



A humanidade tem a triste tendência de fazer guerra, pelos mais diversos motivos. Os motivos são apenas isso, motivos. Ou são de cunho religioso ou de obtenção de terras e posses ou raciais, enfim, motivos para fazer guerra, algumas pessoas sempre encontram e a maneira de convencer multidões a acreditar que são motivos que justificam promover uma guerra, também sempre é encontrada. No fundo, literalmente, o que leva algumas pessoas a promoverem essa insanidade e multidões acompanharem esse delírio, é uma guerra interna que o ser humano começou a travar em seu íntimo, desde que iniciou a esquecer sua essência divina, a sua origem única, a unidade existente entre todos os seres humanos e de toda essa unidade à Grande Unidade, que chamamos de Deus.

O que os seres humanos esqueceram, é que nós não somos seres individuais, não somos separados uns dos outros, não somos um corpo físico, não somos um Espírito, não somos um alguém, não somos de uma certa raça ou nacionalidade ou cor de pele, nós somos uma micro-particula da Grande Unidade, e mais do que isso, somos Ela. O corpo físico que abriga uma ínfima porção dessa Universalidade, uma micro-porção dela, que habita esse planeta, é que nos dá a ilusória sensação de sermos uma pessoa, separada das outras pessoas, e pior, cada um de nós com rótulos que vêm servindo para nos afastar uns dos outros. Na verdade, outras ínfimas porções da Universalidade, outras micro-porções, habitam outros planetas, em todas as galáxias, em toda essa Imensidão que chamamos de Universo, que os orientais chamam de Um, que é um Todo, que somos todos nós nessa Integralidade e somos nós nas ínfimas porções, nas micro-porções. Nada nos separa, nada nos diferencia, nada nos afasta, a não ser a ilusão de individualidade, de separatividade, que o nosso corpo físico, apenas um arcabouço criado para podermos sobreviver nas condições geológicas e atmosféricas desse planeta, promove em quem acredita que é o seu corpo físico, acredita nessa ilusão aparente.

Mesmo quem acredita que é um Espírito aqui encarnado, o que já é um avanço na compreensão, ainda cai na ilusão de individualidade, de separatividade, pois nem isso nós somos, o Todo é indivizível. As pessoas que acreditam que são de um outro planeta, que vieram para a Terra, e que frequentemente sofrem de depressão, de saudade de algum lugar, de algo indefinível, que dizem não se adaptar à vida na Terra, caíram nessa ilusão pois acreditam que são um alguém, um ser, que eram de outro planeta, quando são a Grande Unidade e aquela ínfima porção, aquela micro-parte do Todo, que ilusoriamente acreditava que era de um planeta, ainda acredita que está, agora, em outro planeta, quando, na verdade, nunca esteve em nenhum planeta, sempre foi o Um.

Ninguém veio de nenhum lugar nem estamos indo para algum lugar, não somos ninguém, o Todo é sempre o Todo, a Grande Unidade está sempre onde sempre esteve, e todos nós somos essa Imensidão, ilusória e aparentemente separados uns dos outros, quando, na verdade, nunca estivemos e nunca estaremos separados de ninguém, pois não somos um alguém e, portanto, não existe os "outros".

Quem somos? Não somos. De onde viemos? Nunca saímos. Para onde vamos? Sempre estivemos.

Mauro Kwitko


Para atendimento com a Psicoterapia Reencarnacionista, Regressão Terapêutica (Método ABPR) em São Paulo, ler mais artigos do Mauro Kwitko, Vidas Passadas, Reencarnação, Terapia, acompanhem através do meu Blog da Psicoterapia Reencarnacionista em São Paulo: www.psicoterapia-reencarnacionista.blogspot.com.br

O Blog da Psicoterapia Reencarnacionista em São Paulo, tem como objetivo principal a ampliação, divulgação e esclarecimentos deste magnífico trabalho codificado pelo Mauro Kwitko, do mundo espiritual para o consultório.

Para ver vídeos e ouvir áudios do Mauro Kwitko, acesse sua seção no Canal Sol do Everest no link: www.youtube.com/playlist?list=PL34BD1FB3C643605A

Para conhecer mais sobre o Mauro Kwitko: www.maurokwitko.com.br

Site: www.soldoeverest.com.br
Site no Portal Somos Todos Um: www.stum.com.br/st13651
Canal Sol do Everest: www.youtube.com/soldoeverest

Postagens mais visitadas deste blog

Brian Weiss - Sobre Almas Gêmeas.

Em "SÓ O AMOR É REAL", Brian Weiss revela que cada um de nós possui alguém que nos acompanha pela eternidade. Alguém que já tivemos a felicidade de encontrar ou que está à nossa procura, porque fomos destinados, para sempre, um ao outro.

Não há coincidências no amor. "A alma do homem é como a água; vem do céu, e sobe para o céu, para depois voltar à Terra, em eterno ir e vir". O destino determina o encontro de almas gêmeas. Sem dúvida, estamos fadados a encontrá-las. Mas o que decidimos fazer depois desse encontro depende de opção ou de livre arbítrio. Uma opção errada ou uma oportunidade perdida pode resultar em incrível solidão e sofrimento. Escolhas certas e oportunidades realizadas podem trazer-nos profunda satisfação e felicidade.

Para cada um de nós, existe alguma pessoa especial. Muitas vezes existem duas, três ou mesmo quatro. Todas vêm de gerações diferentes. Atravessam oceanos de tempo e profundidades celestiais para estarem conosco novamente. Vêm do outr…

Machado de Assis - Eterno parênteses em aberto...

"Você é aquilo que ninguém vê. Uma coleção de histórias, estórias, memórias, dores, delícias, pecados, bondades, tragédias e sucessos, sentimentos e pensamentos. 

Se definir é se limitar. 

Você é um eterno parênteses em aberto, enquanto sua eternidade durar." 

Machado de Assis

Site:www.soldoeverest.com.br
Site no Somos Todos Um: www.stum.com.br/st13651
Canal Sol do Everest: www.youtube.com/soldoeverest

Jefferson L. Orlando: A mudança acontece de dentro para fora...

A tão esperada virada do jogo começa dentro de nós, para só assim então, colocarmos ela em prática para fora em nossas atitudes e ações.
Não existe mudança verdadeira, quando a atitude parte somente de fora.
Não se engane querendo mostrar atitudes externas que não condizem com as internas, quando o silêncio da noite chegar e no seu íntimo você acessar, no mesmo momento irá saber que tem algo ai dentro que não mudou.
Para mudar é preciso coragem, determinação, foco, objetivo, garra e principalmente a tão esperada mudança nos padrões de pensamentos.
Se acostumar com os pensamentos a que vem tendo desde criança até hoje é fácil, não precisar mudar nada e chega a ser cômodo. Sair da zona de conforto às vezes é crucial, mas quase ninguém quer sair do conforto de não precisar colocar as mãos na massa da transformação.
A zona de conforto, não é necessariamente uma área em que a pessoa esteja vivendo uma vida ótima, com um excelente emprego, uma família equilibrada, um feliz relacionamento amoroso…