Pular para o conteúdo principal

Wagner Borges - Do coração à consciência – II



Há pessoas que são inspiradas espiritualmente por ondas luminosas que chegam através de seus chacras coronário e cardíaco (1).
Há uma trama de canais sutis formando uma passagem tubular por entre esses dois chacras, unindo peito e cabeça na mesma sintonia consciencial.
Alguns iniciados antigos chamavam esotericamente essa passagem de “União”. Outros, de “Pergaminho Luminmoso”.
Na verdade, trata-se de uma conexão de alta frequência entre os dois chacras, ligando os doze raios do cardíaco com os doze raios interiores do chacra coronário, fluindo para o exterior por aquela abertura que, em sânscrito, é chamada de Brahmarandra (2).
Por essa passagem, muitos iniciados projetavam-se para fora de seus corpos densos e participavam de intensas atividades nos planos sutis (3).
Essa passagem tubular existe em todos os seres humanos. Porém, são raros os que a usam com frequência.
A maioria das pessoas situa o foco de sua atenção nos chacras inferiores.
Vivem enredadas emocionalmente em diversas tramas obscuras e obstruem a capacidade de operar conscientemente por essa via superior. Parece que acostumaram-se a transitar entre o chacra umbilical e o chacra básico.
Fluem pela existência usando essas vias inferiores que os acorrentam carmicamente aos planos mais densos.
Essencialmente, são seres de luz, mas ficam arrastando-se melancolicamente pela Terra e reclamando ajuda dos planos superiores, como se por si só não tivessem o divino potencial em suas almas.
Não querem ascender espiritualmente mediante o esforço integrado e gradativo em cada dia - e nem ligam para a consecução de tarefas fraternas em prol do progresso da humanidade. Pelo contrário, querem que os seres espirituais elevados desçam ao nível de suas pequenas intenções e de seus anseios baratos pela pirotecnia fenomenológica.
Não querem ascender, mas querem que os mentores extrafísicos descendam e dêem apoio aos seus anseios infantis.
Não estão predispostas a prestar ajuda ao mundo, mas querem ajuda em suas empreitadas parapsíquicas.
Mesmo quando estão concentradas e com o chacra frontal pulsando, ainda é o chacra umbilical, e também o chacra sexual, lá embaixo, que estão no comando de seus medos e apreensões. Uma evidência clara disso é o medo que muitos sentem quando estão fazendo algum exercício.
Aproveitando-se disso, muitos espíritos infelizes aderem nas bocas posteriores dos chacras inferiores, para drenarem energias densas desses centros. Em alguns casos, chegam mesmo a aderirem na base da nuca e no bulbo raquidiano, drenando as energias cerebrais e também das glândulas pineal e hipófise.
Será que essas pessoas não percebem que os seus medos e os seus dramas servem de alimento psíquico para seres extrafísicos ensandecidos e trevosos?
A verdadeira chave para o equilíbrio é o Amor pulsando no centro peitoral, sem faixas escuras bloqueando sua troca fraterna com o universo e com todos os seres.
A harmonia espiritual advinda disso é que defende o ser das investidas trevosas.
Os verdugos extrafísicos sabem disso e afastam-se, pois são expostos a uma Luz que revela seus dramas interiores e leva-os de encontro a coisas escondidas há muito tempo em seus porões conscienciais. Se permanecerem por perto de um coração aceso, serão inexoravelmente transformados pelo Amor que emana dali.

                                    * * *

Urge que os habitantes terrícolas ascendam do centro umbilical para o centro cardíaco e, daí, para o chacra coronário, que lhes abrirá as mil portas da paz imperecível.
Que assumam a União interdimensional na passagem tubular e naveguem com sabedoria na existência.
Que exumem os cadáveres das emoções antigas de seus chacras e do corpo espiritual (4), e vençam às influências negativas que rondam suas mentes e roubam o seu equilíbrio vital.
Que limpem suas mentes de intenções malévolas e assumam de vez a condição de seres de luz, mesmo ainda usando corpos densos.
Que trabalhem com afinco e compreensão em suas atividades conscienciais, revestidos de fraternismo e paciência.
O compromisso ascensional é de cada um, é prova íntima a qual ninguém têm acesso. Está nos escaninhos da alma e os degraus galgados na ascese evolutiva estão registrados na luminosidade que emana da passagem tubular de cada um.
Que ninguém julgue a ascese de seu irmão em prova e nem arremeta pensamentos deletérios em sua direção!
Muitas vezes, são as pessoas simples que trabalham melhor na seara espiritual, pois aqueles que julgam-se grandes e avançados na senda, costumam cometer grandes erros de avaliação.
Com as atitudes atuais, cada um pavimenta a estrada por onde passará amanhã...
Que cada um envolvido em estudos conscienciais, de qualquer natureza, pondere bem sobre o tipo de pavimentação que está projetando em sua trilha.
Sua senda terá entulhos cármicos, ou um chão de estrelas pacíficas brilhando e guiando a jornada?
O que é mais importante?... Viajar pela vida humana (e pela senda espiritual), cheio de Amor e Luz nos procedimentos conscienciais e humanos, ou encher-se de teorias e técnicas variadas e continuar com medo por causa dos centros inferiores estarem no comando?
Estudos conscienciais não são para pessoas pusilânimes e que não querem sacrifícios na ascese evolutiva... Há que suar muito sangue na jornada - e muitos chorarão amargamente quando a Luz descerrar o véu de suas ilusões.
Envolver-se em estudos espirituais profundos significa abdicar da pessoa enferrujada de antes e buscar o esforço em tornar-se um ser dourado e pleno de lucidez e Amor.
Que cada um confie mais em seus próprios potencias divinos e saiba que há Forças Espirituais Superiores patrocinando os seus esforços dignos na crosta do mundo.
Essas Forças Sutis não atendem a apelos egoístas e nunca patrocinam atividades deletérias. Elas só veem a Luz no coração e o esforço da pessoa.
Meus irmãos leitores, ponderem bem sobre esses temas aqui apresentados e aproveitem o que lhes parecer justo e de acordo com os preceitos da Luz Maior.
Mas, não se enganem: “Quem quer mais Luz, que já seja Luz!”
Para todos, Discernimento, Amor e Paciência na jornada.

Paz e Luz.

- Ramatís e os Iniciados (5) -
(Recebido espiritualmente por Wagner Borges; São Paulo, 18 de outubro de 2000.)

- Notas:
1. Chacras - do sânscrito - são os centros de força situados no corpo energético e têm como função principal a absorção de energia - prana, chi -, do meio ambiente para o interior do campo energético e do corpo físico. Além disso, servem de ponte energética entre o corpo espiritual e o corpo físico.
  Os principais chacras são sete – que estão conectados com as sete glândulas que compõem o sistema endócrino: coronário, frontal, laríngeo, cardíaco, umbilical, sexual e básico.
Obs.: Para mais informações sobre as características psíquicas e bioenergéticas dos chacras, favor ver a série de três textos “Chacras e Cura Psíquica”, postados no site do IPPB, nos seguintes endereços específicos:

“Chacras e Cura Psíquica – I” –

“Chacras e Cura Psíquica – II” –

"Chacra e Cura Psíquica – III” –

2. Brahmarandra - do sânscrito - portão divino. Trata-se de uma abertura energética situada no centro do chacra coronário, onde estão vibrando os doze raios (pétalas) em conexão direta com o chacra cardíaco.

Obs.:
Para mais detalhes sobre isso, favor ver o ótimo livro “Teoria dos Chacras” – Editora Pensamento -, do ótimo pesquisador japonês Hiroshi Motoyama.

3. Projeção da consciência – é a capacidade parapsíquica - inerente a todas as criaturas -, que consiste na projeção da consciência para fora de seu corpo físico.
Sinonímias: Viagem astral – Ocultismo.
Projeção astral – Teosofia.
Projeção do corpo psíquico - Ordem Rosacruz.
Experiência fora do corpo – Parapsicologia.
Viagem da alma – Eckancar.
Viagem espiritual – Espiritualismo.
Viagem fora do corpo – Diversos projetores extrafísicos e autores.
Emancipação da alma (ou desprendimento espiritual) – Espiritismo.
Arrebatamento espiritual - autores cristãos.

4. Corpo espiritual - Cristianismo - Cor. I, cap. 15, vers. 44.
Sinonímias: Corpo astral - do latim, astrum - estrelado - expressão usada pelo grande iniciado alquimista Paracelso, no séc. 16, na Europa, e por diversos ocultistas e teosofistas posteriormente.
Perispírito - Espiritismo - Allan Kardec, séc. 19, na França.
Corpo de luz – Ocultismo.
Psicossoma - do grego, psique - alma; e soma, corpo. Significa literalmente “corpo da alma” - Expressão usada inicialmente pelo espírito André Luiz nas obras psicografadas por Francisco Cândido Xavier e por Waldo Vieira, nas décadas de 1950-1960, que atualmente é mais usada pelos estudantes de Projeciologia.

5. Os Iniciados - grupo extrafísico de espíritos orientais que opera nos planos invisíveis do Ocidente, passando as informações espirituais oriundas da sabedoria antiga, adaptadas aos tempos modernos e direcionadas aos estudantes espirituais do presente.
Composto por amparadores hindus, chineses, egípcios, tibetanos, japoneses e alguns gregos, eles têm o compromisso de ventilar os antigos valores espirituais do Oriente nos modernos caminhos do Ocidente, fazendo disso uma síntese universalista. Estão ligados aos espíritos da Fraternidade da Cruz e do Triângulo. Segundo eles, são “iniciados” em fazer o bem, sem olhar a quem.

Para mais informações sobre o mentor espiritual Ramatís, basta acessar o seguinte link do site do IPPB: http://www.ippb.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=6557&Itemid=269

Obs.: O primeiro texto “Do Coração à Consciência” está publicado no meu livro “Viagem Espiritual – Vol. 3” (Editora Universalista – 1998), mas também pode ser acessado no site do IPPB, no seguinte endereço específico: http://www.ippb.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=17&catid=31&Itemid=57 


☼ Wagner Borges – nascido no Rio de Janeiro em setembro de 1961 – é pesquisador espiritualista, projetor extrafísico, conferencista, consultor da Revista UFO e colaborador de várias outras revistas como, Sexto Sentido, Espiritismo e Ciência, Revista Cristã de Espiritismo, Caminho Espiritual, e também do Jornal O Legado.
É escritor - autor de onze livros dentro da temática projetiva e espiritual, dentre eles a série “Viagem Espiritual”, sobre as experiências fora do corpo.
É colunista de vários sites na Internet: SomosTodosUm , Revista Sexto Sentido, Revista Caminho Espiritual, Revista Cristã de Espiritismo, site IPPB: www.ippb.org.br, dentre outros.
É radialista – apresentador do programa “Viagem Espiritual”, na Rádio Mundial de São Paulo – 95.7 FM.

Para ver vídeos e ouvir áudios do Wagner Borges, acesse sua sessão em nosso Exclusivo Canal Sol do Everest no Youtube - www.youtube.com/playlist?list=PLFC3C6B292A9EE691
Site no Portal Somos Todos Um: www.stum.com.br/st13651
Canal Sol do Everest: www.youtube.com/soldoeverest  

Postagens mais visitadas deste blog

Brian Weiss - Sobre Almas Gêmeas.

Em "SÓ O AMOR É REAL", Brian Weiss revela que cada um de nós possui alguém que nos acompanha pela eternidade. Alguém que já tivemos a felicidade de encontrar ou que está à nossa procura, porque fomos destinados, para sempre, um ao outro.

Não há coincidências no amor. "A alma do homem é como a água; vem do céu, e sobe para o céu, para depois voltar à Terra, em eterno ir e vir". O destino determina o encontro de almas gêmeas. Sem dúvida, estamos fadados a encontrá-las. Mas o que decidimos fazer depois desse encontro depende de opção ou de livre arbítrio. Uma opção errada ou uma oportunidade perdida pode resultar em incrível solidão e sofrimento. Escolhas certas e oportunidades realizadas podem trazer-nos profunda satisfação e felicidade.

Para cada um de nós, existe alguma pessoa especial. Muitas vezes existem duas, três ou mesmo quatro. Todas vêm de gerações diferentes. Atravessam oceanos de tempo e profundidades celestiais para estarem conosco novamente. Vêm do outr…

Machado de Assis - Eterno parênteses em aberto...

"Você é aquilo que ninguém vê. Uma coleção de histórias, estórias, memórias, dores, delícias, pecados, bondades, tragédias e sucessos, sentimentos e pensamentos. 

Se definir é se limitar. 

Você é um eterno parênteses em aberto, enquanto sua eternidade durar." 

Machado de Assis

Site:www.soldoeverest.com.br
Site no Somos Todos Um: www.stum.com.br/st13651
Canal Sol do Everest: www.youtube.com/soldoeverest

Jefferson L. Orlando: A mudança acontece de dentro para fora...

A tão esperada virada do jogo começa dentro de nós, para só assim então, colocarmos ela em prática para fora em nossas atitudes e ações.
Não existe mudança verdadeira, quando a atitude parte somente de fora.
Não se engane querendo mostrar atitudes externas que não condizem com as internas, quando o silêncio da noite chegar e no seu íntimo você acessar, no mesmo momento irá saber que tem algo ai dentro que não mudou.
Para mudar é preciso coragem, determinação, foco, objetivo, garra e principalmente a tão esperada mudança nos padrões de pensamentos.
Se acostumar com os pensamentos a que vem tendo desde criança até hoje é fácil, não precisar mudar nada e chega a ser cômodo. Sair da zona de conforto às vezes é crucial, mas quase ninguém quer sair do conforto de não precisar colocar as mãos na massa da transformação.
A zona de conforto, não é necessariamente uma área em que a pessoa esteja vivendo uma vida ótima, com um excelente emprego, uma família equilibrada, um feliz relacionamento amoroso…